o II Encontro Internacional Sindicalismo e Cooperativismo na América Latina: os desafios da classe trabalhadora, foi realizado em São Paulo no último dia 30 de março e contou com a presença de representantes de centrais sindicais e de cooperativas do Brasil, Argentina e Uruguai, além da Itália e do Canadá.

As centrais se colocaram fortemente contra as reformas que retiram direitos dos trabalhadores e trabalhadoras e elaboraram uma declaração que traz, entre seus principais pontos, o posicionamento contrário a qualquer tipo de ruptura, expulsão ou fragilização do Mercosul; contra as reformas que têm como base a perda de direitos, que têm avançado em especial na Argentina e no Brasil; e uma agenda integrada entre as centrais sindicais e as de cooperativas.

Conheça o documento: