Print Friendly, PDF & Email
Foto:  Agência Lusa

Foto: Agência Lusa

Cooperativas do mundo todo estão levantando recursos para os esforços de reconstrução das Filipinas após a passagem do tufão Hayan. O desastre natural, que atingiu o país asiático no dia 8 de novembro, deixou um saldo de 5.632 mortos e mais de 850 mil desabrigados. O governo filipino estima que os danos, somente na agricultura, ultrapassam a marca de R$ 1,6 bilhão (valor convertido do dólar para o real).

Nos Estados Unidos, a CDF (sigla em inglês para Fundação para Desenvolvimento Cooperativo) está levantando fundos para serem utilizados na recuperação. No ano passado, a Fundação arrecadou o equivalente a R$ 61 mil para ajudar as vítimas do Furação Sandy.

Há muitas casas para serem construídas e reconstruídas e muitos meios de subsistência para serem recuperados como aqueles voltados à agricultura familiar e criação de gado. Segundo a NRECA (Cooperativa Elétrica Nacional Rural em inglês), dos Estados Unidos, 30 empreendimentos cooperativos do setor elétrico nas Filipinas tiveram suas instalações destruídas no desastre.

Além de recursos financeiros, a NRECA mobilizou 250 técnicos para prestar apoio aos trabalhos de reconstrução da infraestrutura.

Quem quiser contribuir com as vítimas do tufão, também chamado de Yolanda, pode fazê-lo por meio da conta bancária do Fundo de Recuperação da Aliança Cooperativa Internacional:

Nome da conta: Alliance Coopérative Internationale
Banco: KBC
Conta Corrente: 734-0382579-20
Código para transferência internacional: BE28 7340 3825 7920
Código de identificação bancária Swift: KREDBEBB

Fonte: ACI