Em setembro e outubro, as mulheres da UNISOL Brasil promovem encontros estaduais para discutir e construir políticas públicas de mulheres. As atividades, que serão realizadas em diversos estados, são desdobramentos do 1º Encontro Nacional de Mulheres da UNISOL Brasil, realizado em 27 de março de 2017, resultado de um histórico de construção de políticas afirmativas de mulheres dentro da instituição, incluindo a criação da Secretaria de Políticas Afirmativas, o evento “Mulheres da Economia Solidária – Construindo a emancipação” (realizado em Manaus, em 2015), a instituição das diretorias paritárias da UNISOL Brasil em seu quarto congresso, elegendo o Conselho Geral e os Conselhos Estaduais de forma paritária, dentre outras ações.

O Encontro Nacional de Mulheres da UNISOL Brasil priorizou o debate em grupos de trabalho e a construção de propostas de ação e encaminhamentos, apontando como bandeiras de luta a independência financeira, a emancipação socioprodutiva e sustentável para as mulheres, igualdade e equidade de gênero em todos os espaços de participação política (internos e externos à UNISOL) e a organização e equidade do trabalho produtivo e reprodutivo.

Os encontros estaduais que agora acontecem dão continuidade a esse trabalho. O objetivo é mobilizar mulheres dos empreendimentos filiados à UNISOL e os encontros partem de algumas necessidades específicas como a realização de pesquisa-diagnóstico para entender quem são essas mulheres, construção de indicadores, identificar necessidades para a elaboração de um plano de formação para as mulheres da UNISOL, construção de planos estratégicos, realizar análise de conjuntura a partir de um recorte quanto às políticas de mulheres da UNISOL e para a economia solidária, dentre outros encaminhamentos. As atividades contam com apoio da Nexus Brasil e da Nexus Emilia Romagna.

“A construção dos encontros estaduais é uma conquista que conseguimos dentro da UNISOL Brasil e reflete um processo muito importante de participação e incidência das mulheres dentro da nossa Central”, aponta a diretora de políticas afirmativa da UNISOL, Magda Almeida.

Para Isadora Santos, diretora tesoureira da UNISOL Brasil, os encontros estaduais de mulheres têm uma relevância muito grande na política de mulheres da UNISOL, pois vão promover o debate e construir com sócias de empreendimentos filiados demandas e estratégias específicas. “E é também por meio desse processo de construção de estratégias que vamos trabalhar o protagonismo das mulheres nos empreendimentos e a formação de lideranças, fortalecendo de forma prática a paridade de gênero na nossa instituição”, completa.

Nelsa Nespolo, vice presidenta da UNISOL Brasil, lembra que a UNISOL vem há anos tratando o tema das mulheres, e que nesse momento ele passar a ser prioritário para que se discuta não só a questão da paridade nas direções, mas também da equidade. “Ou seja, que a gente possa ter as mulheres como protagonistas nas direções e nas tomadas de decisão, já que na participação ativa do dia a dia as mulheres são a maioria. Para que de fato nós possamos trazer para junto dos homens e das mulheres da economia solidária um aprofundamento da discussão, e que isso se reflita as ações do dia a dia, nas formas de organização”, diz Nelsa.

Sandra Pareschi, da Nexus Brasil e Nexus Emilia Romagna, avalia que esses encontros das mulheres são de grande importância porque o fomento das políticas afirmativas para as mulheres da economia solidária é um item principal para a Nexus e para a UNISOL: “Não só porque essa é uma proposta do último congresso da UNISOL – o empoderamento das mulheres -, para que seja garantida paridade não só nos órgãos executivos da UNISOL, mas também para que se tenha uma capacidade de ação concreta e que se consiga tratar o tema das mulheres de um jeito transversal nas ações gerais da UNISOL. As UNISOIS nos estados têm que ter participação importante das mulheres no processo das articulações de fortalecimento. Estamos apoiando e felizes que esses encontros estejam acontecendo. Esperamos também que proximamente até o próximo ano outros estados entrem e participem numa ação semelhante a essa. Faremos todo o possível para que seja construído novo acordo de colaboração entre UNISOL e Nexus para que no próximo ano o processo possa continuar”.

Confira a agenda de encontros de mulheres da UNISOL nos estados:

28/09 – Santa Catarina, na cidade de São José

29/09 – Pernambuco, na cidade de Camaragibe

03/10 – São Paulo, na cidade de São Paulo

13 e 14/10 – Acre, na cidade de Rio Branco

20 e 21/10 – Rio Grande do Sul, na cidade de Porto Alegre

Os encontros reunirão filiadas da UNISOL Brasil, parceiras/os e convidadas/os. Outras informações podem ser obtidas pelo email unisol@unisolbrasil.org.br.