Blog

18 nov
0

RESULTADO COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO 028/2013 – REDES

Em atenção a deliberação da Comissão de Licitação e Seleção da UNISOL BRASIL, datada de 07/01/2013, e em referência à Cotação Prévia de Preço nº 028/2013, RATIFICAMOS este Edital como DESERTO.

Sendo assim, damos por encerrado o EDITAL DE SELEÇÃO em referência.

Atenciosamente,

Equipe UNISOL Brasil.

  1. Anexo I: Termo de Homologação.

Leia mais
15 nov
0

Termina no dia 22 prazo para cadastramento em projeto da Funasa

O valor mínimo das propostas é de R$ 250 mil para obras e serviços de engenharia, e de R$ 100 mil para a aquisição de equipamentos e veículos

O valor mínimo das propostas é de R$ 250 mil para obras e serviços de engenharia, e de R$ 100 mil para a aquisição de equipamentos e veículos

Termina no próximo dia 22 o prazo para cadastramento de projetos de gerenciamento de resíduos no Programa de Resíduos Sólidos da Funasa (Fundação Nacional de Saúde). Por meio da iniciativa, o governo pretende financiar trabalhos de implantação e destinação de resíduos em municípios com menos de 50 mil habitantes.

Municípios e consórcios intermunicipais interessados deverão se cadastrar e enviar as propostas por meio do Siconv (Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse). Feito isso, será analisada a viabilidade do pré-projeto. Os proponentes selecionados serão convocados posteriormente para a entrega do projeto final.

O valor mínimo das propostas é de R$ 250 mil para obras e serviços de engenharia, e de R$ 100 mil para a aquisição de equipamentos e veículos.

Outras informações sobre o programa podem ser encontradas no clicando aqui.

Leia mais
14 nov
0

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO nº 029/2013 – REDES

A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários – UNISOL BRASIL, entidade sem fins econômicos, com sede em São Bernardo do Campo/SP, inscrita no CNPJ sob nº 07.293.586/0001-79, torna público que realizará Cotação Prévia de Preço, tipo Menor Preço, nos termos do Decreto 6.170 de 25 de julho de 2007, das Portarias Interministeriais nº. 127 de 29 de maio de 2008 e nº 507 de 24 de novembro de 2011 e pelas condições exigidas neste edital, para a contratação de Consultorias Técnicas para “Rede Central de Cooperativas COPACAJU”, conforme previsto no projeto de “Apoio a Gestão Social, Inclusão produtiva e Dinamização Econômica de Redes de Cooperação Solidária”, Convênio MTE/SENAES nº 74/2012 e SICONV 77612/2012, celebrado em 26 de dezembro de 2012 e publicado no dia 27 seguinte.

Clique AQUI para acessar o edital completo

 

 

Leia mais
14 nov
0

CHAMADA PÚBLICA nº 029/2013 – REDES

A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários – UNISOL BRASIL, entidade sem fins econômicos, com sede em São Bernardo do Campo/SP, inscrita no CNPJ sob nº 07.293.586/0001-79, torna público que encontra-se aberto processo seletivo para a Contratação de Assessor Técnico com atuação em economia solidária para o acompanhamento técnico dos empreendimentos solidários participantes da “Rede Central de Cooperativas COPACAJU”, conforme previsto no projeto de “Apoio a Gestão Social, Inclusão produtiva e Dinamização Econômica de Redes de Cooperação Solidária”, Convênio MTE/SENAES nº 74/2012 e SICONV 776121/2012, celebrado em 26 de dezembro de 2012 e publicado no dia 27 seguinte.

Clique AQUI para acessar o edital completo

Leia mais
14 nov
0

Governo federal institui novos comitês do Terra Forte

Programa contará com recursos de R$ 600 milhões

Programa contará com recursos de R$ 600 milhões

O governo federal instituiu na semana passada os comitês Gestor Nacional e de Investimento do programa Terra Forte. A iniciativa é voltada para a agroindustrialização de assentamentos da reforma agrária. O montante de R$ 600 milhões em recursos provenientes de parceiros como o Banco do Brasil, BNDES, Incra e governo federal foram destinados para a iniciativa.

Os comitês terão a função de analisar os pré-projetos apresentados pelos empreendimentos agrícolas. A coordenação do Comitê Gestor Nacional, que será responsável pela definição de diretrizes e a supervisão do programa, ficará a cargo do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

O comitê de Investimento ficará a cargo da Fundação Banco do Brasil e terá como atribuição aprovar o roteiro e propor critérios para a seleção dos empreendimentos beneficiados.

Assessor da diretoria da Unisol Brasil, Alexandre da Silva destaca que a central de cooperativas teve papel fundamental na formatação do programa Terra Forte. “Fomos consultados pelo governo federal e nossa proposta foi a de favorecer os empreendimentos da economia solidária durante a avaliação dos pré-projetos”.

Apresentado em fevereiro deste ano, o Terra Forte terá duração de cinco anos, prazo que pode ser renovado de acordo com os participantes do programa. Na primeira seleção do projeto, 139 empreendimentos foram pré-selecionados.

Leia mais
13 nov
0

Unisol discute estruturação da apicultura com governo do Acre

Alécio Mascarenhas (esq.) e Israel de Oliveira Santos

Alécio Mascarenhas (esq.) e Israel de Oliveira Santos

O secretário de Agricultura Familiar da Unisol Brasil, Israel de Oliveira Santos, e o assessor da Diretoria, Alécio Mascarenhas, participaram em outubro de uma reunião com representantes da Secretaria Estadual de Pequenos Negócios (SESPN) do Acre, para discutir a participação da Central de Cooperativas no processo de estruturação da cadeia da apicultura no Estado.

Mascarenhas explicou que, para ter êxito, o trabalho de estruturação necessita da entrada de mais aliados no projeto como o Sebrae, Prefeitura de Rio Branco, Ceasa, Sescoop e Cut. “Pretendemos constituir  um plano de trabalho e os diversos parceiros vão entrar com suas expertises”, disse Mascarenhas.

A princípio, cerca de 4 mil famílias serão beneficiadas. O que motivou o governo do Acre a convidar a Unisol para auxiliar na estruturação do projeto é a experiência bem sucedida com a Casa Apis, no Piauí, entre outros projetos semelhantes.

O assessor da diretoria da Unisol estima que o plano de ação fique pronto em dois meses. A iniciativa, além dos benefícios à comunidade local, é vista como uma boa oportunidade para a criação de novos empreendimentos. “Ao trabalharmos a cadeia apícola podemos identificar as demandas de outras cadeias, priorizando sempre a conservação ambiental”.

Leia mais
13 nov
0

Sustentabilidade, o diferencial da economia solidária

Economia solidária gera emprego, renda, pratica o comércio justo e ainda contribui com a preservação do meio ambiente

Economia solidária gera emprego, renda, pratica o comércio justo e ainda contribui com a preservação do meio ambiente

Em um mundo cada vez mais preocupado com questões ambientais e sociais, a economia solidária surge como uma das opções viáveis para tornar a produção de bens e serviços verdadeiramente sustentáveis. Isso porque a visão de que a atividade tem de ser vantajosa para todos os envolvidos e a consciência ecológica estão embutidas no DNA do segmento.

Sustentabilidade é o nosso diferencial ambiental, econômico e social. Não praticamos sustentabilidade por marketing ou para passar uma imagem positiva e sim porque vivemos disso. É a essência de nossas atividades”, afirma Marcelo Rodrigues, diretor-tesoureiro da Unisol Brasil.

Sendo a sustentabilidade a essência da economia solidária, os empreendimentos do setor não precisam se esforçar muito para atender exigências sociais e ambientais, ao contrário do que ocorre com empresas da economia tradicional

“Por essa razão, acreditamos que quanto maior a necessidade de a economia ser sustentável em todos os aspectos, maior é o espaço para os empreendimentos solidários”, completa.

Rodrigues, no entanto, evita fazer críticas à economia tradicional, que coloca o capital acima dos demais interesses da sociedade. Para o membro da diretoria da Unisol Brasil, o mais correto é desenvolver uma estratégia para que o debate sobre o setor tenha mais espaço nas discussões governamentais.

“Colocar esse tema na pauta do poder público é importante porque a economia solidária tem de ter um marco que a regule. Sem isso o desafio que temos pela frente será mais difícil. Vale lembrar, que programas do governo como o PAA e o PNAE ajudaram muito a agricultura familiar, assim como a Política Nacional de Resíduos Sólidos fortaleceu as cooperativas de catadores”, finalizou.

Leia mais
13 nov
0

CHAMADA PÚBLICA nº 031/2013 – SEBRAE

A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários – UNISOL BRASIL, entidade sem fins econômicos, com sede em São Bernardo do Campo/SP, inscrita no CNPJ sob nº 07.293.586/0001-79, torna público que encontra-se aberto processo seletivo para a contratação de ASSESSOR TÉCNICO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA para atuar na Unidade Territorial – UT – PA, conforme previsto no projeto de “DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E FOMENTO À INOVAÇÃO POR MEIO DO EMPREENDEDORISMO E DA ECONOMIA
SOLIDÁRIA”, Convênio SEBRAE nº 045/2012.

Clique AQUI para acessar o edital completo

 

Leia mais
11 nov
0

Feiras de Economia Solidária movimentam mercados de 30 cidades da Bahia

Eventos reuniram mais de 20 mil pessoas entre os dias 8 e 10 de novembro

Eventos reuniram mais de 20 mil pessoas entre os dias 8 e 10 de novembro

Cerca de 20 mil pessoas visitaram nos dia 8, 9 e 10 de novembro, em Baixa Grande (BA), a 2ª Feira de Economia Solidária do Território da Bacia do Jacuipe realizada simultaneamente à 4ª Feira de Agricultura Familiar e à 6ª Feira do Mel de Baixa Grande. Participaram desses eventos 45 empreendimentos de 30 cidades da região.

Segundo o secretário de Agricultura Familiar da Unisol Brasil, Israel de Oliveira Santos, além da exposição e comercialização de artesanato, flores e alimentos, as feiras proporcionaram aos empreendedores a oportunidade de participarem de oficinas. “Eles são muito carentes de informações e por isso aproveitam o momento para assistirem a palestras e, dessa forma, adquirirem mais qualificação”, comentou Santos.

Houve oficinas de Comercialização e Cooperativismo, de Apicultura (criação de abelhas com ferrão), de Meliponicultura (criação de abelhas sem ferrão), de Boas Práticas de Beneficiamento de Alimentos e também de Planejamento da Pequena Propriedade para Convivência com o Semiárido. Esta última foi ministrada por Ademilson da Rocha Santos, conhecido com Tiziu, coordenador Institucional do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa).

Para se ter ideia do sucesso, o número de visitantes fez dobrar a população de Baixa Grande, que conta com 21 mil moradores. “São eventos importantes porque dinamizam a economia local, possibilitam intercâmbio, geram emprego e renda, resgatam as tradições culinárias locais e promovem a aproximação dos produtores com o público consumidor. Superou nossas expectativas”, comentou Santos.

Além de deputados estaduais e federais e de prefeitos e vereadores das cidades da região, compareceu às três feiras o secretário de Agricultura da Bahia, Eduardo Salles. Os eventos foram organizados pela Unisol Brasil em parceria com o Centro Público de Economia Solidária da Bacia do Jacuipe (Cesol) e apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Sebrae, Fundação Banco do Brasil, Secretaria de Agricultura de Baixa Grande e do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Baixa Grande.

Leia mais
11 nov
0

Unisol participa de missão em Jacupiranga (SP)

A reunião foi produtiva

A reunião foi produtiva

A Unisol Brasil está trabalhando para tornar a economia solidária uma realidade no município de Jacupiranga, no interior de São Paulo. A assessora técnica, Elizabete de Jesus Rocha, que atua na região do ABC paulista, participou de uma missão, em outubro, com o objetivo de conhecer o grau de conhecimento das pessoas sobre cooperativismo, suas necessidades e possíveis oportunidades para criação de novos empreendimentos.

Uma das reuniões foi realizada na subsede da Associação de Trabalhadores da Agricultura Familiar do Vale do Ribeira e Litoral Sul de São Paulo (Sintravale). Ela representa 700 agricultores que produzem hortifrutigranjeiros e engloba oito cidades do Vale do Ribeira e subsedes, respectivamente, tendo a Central no município de Registro.

De acordo com a assessora técnica da Unisol Brasil, a reunião foi rica em informações e os dirigentes da Sintravale concordaram que é importante eles se filiarem à Unisol Brasil. “A próxima etapa será passar aos demais agricultores que não estiveram presentes ao encontro as informações para que eles compreendam as vantagens de atuarem na forma de cooperativa”, disse Elizabete.

Uma outra reunião foi com um grupo que tenta se organizar para atuar no segmento de reciclagem. “A dificuldade deles é a ausência de um espaço que possibilite a organização para a coleta, triagem e comercialização. Outro fato que inviabilizou a organização do grupo foi a espera pelos resultados das eleições, que os obrigou a reiniciar todo o processo”, explicou.

Após esse primeiro encontro ficou claro a necessidade de novas reuniões com os grupos com a finalidade de passar mais informações assim como desenvolver um projeto em que a Prefeitura local possa atuar como parceira. “Além disso, é necessário um intercâmbio para que eles conheçam outras cooperativas”.

Leia mais